Justiça concede liminar à Prefeitura de Bauru e determina retorno parcial de servidores durante greve

  • 15/05/2024
(Foto: Reprodução)
Decisão impõe que 70% dos servidores retornem ao trabalho nos serviços considerados essenciais, nas áreas da educação, saúde, Secretaria de Bem-Estar Social e o Departamento de Água e Esgoto (DAE). A paralisação teve início no último dia 7 de maio e tem como impasse o reajuste salarial. Servidores de Bauru estão em greve desde o dia 7 de maio Sinserm/Divulgação A Justiça determinou que os servidores municipais de Bauru (SP) mantenham 70% de seu efetivo em atividade nos serviços considerados essenciais durante a greve da categoria. A paralisação teve início no último dia 7 de maio e tem como impasse o reajuste salarial. 📲 Participe do canal do g1 Bauru e Marília no WhatsApp O parecer favorável à prefeitura da cidade ocorreu nesta terça-feira (14), por meio de uma liminar concedida pelo Tribunal de Justiça do Estado de SP (TJ-SP). No pedido à Justiça contra a paralisação, a Prefeitura de Bauru pontuou que a greve deflagrada em virtude de impasse em torno do reajuste salarial da categoria é ilegal visto que os servidores não estariam cumprindo a manutenção de um número mínimo de profissionais nos serviços considerados essenciais, como saúde e educação, e pedia o retorno de 100% dos funcionários nessas áreas. Ainda na ação, o município apontou que a administração municipal já encaminhou à Câmara Municipal projeto de lei que autoriza o reajuste geral anual dos vencimentos dos servidores e funcionários públicos municipais, contudo, o poder Legislativo municipal não teria votado o projeto, impedindo o executivo na efetivação do reajuste. Na decisão liminar deferida, o desembargador Beretta da Silveira aceitou parcialmente o pedido da prefeitura e determinou que 70% dos servidores retornem ao trabalho nos serviços considerados essenciais, nas áreas da educação, saúde, Secretaria de Bem-Estar Social (Sebes) e o Departamento de Água e Esgoto (DAE). Em caso de descumprimento no retorno parcial ao trabalho, o sindicato fica sob pena de multa diária de R$ 10 mil, além da autorização do desconto na folha salarial dos servidores durante os dias não trabalhados. Ainda na decisão, o desembargador designou audiência de conciliação entre as partes para o próximo dia 21 de maio, às 15h, por videoconferência. Ao g1, o Sindicato dos Servidores Municipais (Sinserm) disse que ainda não foi notificado da decisão. Justiça determina efetivo de 70% durante a greve dos servidores em Bauru Greve Os servidores públicos municipais de Bauru (SP) decretaram greve no dia 7 de maio. A decisão reivindicava a retirada do regime de urgência do Projeto de Lei (PL), que estuda a concessão do tratamento de esgoto do município à iniciativa privada. O carimbo de urgência na votação no PL travava as pautas na Câmara, o que faz com que o legislativo não vote, por exemplo, pelo reajuste salarial dos servidores. No entanto, o projeto de concessão do tratamento de esgoto do município à iniciativa privada foi votado e aprovado na terça-feira e, com isso, os vereadores podem voltar a discutir outros projetos, como o reajuste da categoria. Quando decretada, a greve tinha previsão de durar apenas 24 horas, mas, segundo o Sindicato dos Servidores Municipais (Sinserm) foi decidido em assembleia que a paralisação pode continuar sem previsão de término. Segundo a prefeitura, 488 servidores de Bauru estão em greve. A paralisação teve início no mesmo dia que o município começaria a a vacinação contra a dengue em crianças e adolescentes de 10 a 14 anos e o serviço chegou a ser afetado em algumas unidades de saúde por falta de funcionários. Veja mais notícias da região no g1 Bauru e Marília. Confira mais notícias do centro-oeste paulista:

FONTE: https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2024/05/15/justica-concede-liminar-a-prefeitura-de-bauru-e-determina-retorno-parcial-de-servidores-durante-greve.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. A culpa é nossa

Maiara e Maraisa

top2
2. Palhaça

Naiara Azevedo

top3
3. Manda um oi

Guilherme Benuto e Simone Mendes

top4
4. Solteiro forçado

Ana Castela

top5
5. Erro gostoso

Simone Mendes

Anunciantes